Stupas, Templos e Relíquias

Stupas são antigas construções funerárias indianas que contêm  relíquias de reis e heróis. No budismo, crê-se que contenham relíquias do próprio Buda, que, uma vez divididas, foram abrigadas em várias stupas.O complexo do templo e mosteiro de Wat Phrathat Doi Suthep, Tailândia setentrional. A stupa principal, tem, em cada canto, quatro guarda-chuvas cerimoniais, um antigo símbolo de realeza. No período budista posterior, as stupas foram usadas com urnas funerárias para outras figuras significativas. Ainda que nenhuma stupa antiga permaneça totalmente intacta hoje, muitas foram erguidas durante a grande expansão budista, sob seu patrono imperial, o rei indiano Ashoka (268-239 a.C.). Com o tempo, algumas stupas tornaram-se importantes locais de peregrinação e, à medida que crecia seu prestígio, foram revestidas de pedra, em geral com cenas entalhadas que retratam a vida do Buda. No Tibete a stupa tornou-se um chorten, com um domo que repousa sobre uma base de cinco camadas que simbolizam os cinco elementos deste mundo e, no topo, o pináculo, um sol sobre uma lua crescente, simbolizando sabedoria e compaixão. No Sudeste Asiático, China e Japão, as stupas se tornaram pagodes, que representam o cosmo budista